VisionWare cresce 24% em 2023e atinge valor recorde de 4,7 milhões de euros

A atividade internacional em Cabo Verde representa já perto de 17% do seu volume de faturação, com destaque para a aposta nos serviços de intelligence e security operation center “as a service”.
19 de Abril, 2024

A tecnológica 100% portuguesa dedicada à Segurança de Informação e Cibersegurança, anunciou os seus dados financeiros relativos à performance da empresa em 2023. Num ano marcado novamente pelo aumento exponencial do número e sofisticação do tipo de ciberataques, aliados ainda ao incremento da utilização de técnicas de manipulação via inteligência artificial para provocar incidentes de segurança, semelhante crescimento acentuado é igualmente refletido no balanço financeiro da VisionWare.

A empresa registou o total de 4,7M€ no seu volume de faturação equivalente a um acréscimo de 24% em relação ao ano transato. No que se refere à sua equipa e ao aumento do número de colaboradores, só em 2023, a VisionWare contratou 30 recursos para as suas distintas equipas, para as duas geografias nas quais opera e detém escritórios físicos – Portugal (Porto e Lisboa) e Cabo Verde (Praia) – equivalente a um incremento no número total de colaboradores na ordem dos 60%, relativamente a 2021

De assinalar também, o importante facto que, atualmente, a VisionWare continua a ser uma empresa 100% portuguesa, a qual face às recentes alterações e dinâmicas do mercado, a tornam uma tecnológica cada vez mais diferenciadora e robusta face à sua concorrência direta.

Na avaliação de Bruno Castro, Fundador & CEO da VisionWare, “este notório crescimento e tão positivo desempenho da empresa, o qual nos deixa tão extremamente orgulhosos, foi potenciado pelos inúmeros acontecimentos mediáticos registados ao longo dos últimos dois anos, e que vieram confirmar a importância crucial da implementação de modelos de governance e de estratégias de cibersegurança (e segurança da informação) no plano anual e nas decisões das Empresas e Organizações”. Reforça ainda que, “o reconhecimento pela sua experiência comprovada e certificada (a atingir os 20 anos) e o seu grau de especialização, associado à sua constante capacidade de inovar nos serviços que presta ao nível da Segurança de Informação, de forma holística e integrada, em modo one-stop-shop, vieram confirmar de forma inequívoca, a posição de referência da VisionWare no panorama nacional. Esse é certamente o fator decisivo para o crescimento e sucesso contínuo da empresa no seu sólido histórico de quase 20 anos de atividade”.

A salientar ainda outro aspeto relevante, desde 2020 até à atualidade, a VisionWare aumentou o número de colaboradores do sexo feminino em 27%, representando agora 36% do total dos seus recursos humanos. A empresa reforça ainda que, 26% dos cargos de liderança e gestão são ocupados por mulheres. Até ao final deste ano e fechado o primeiro trimestre de 2024, a VisionWare prevê contratar mais 20 a 30 novos colaboradores, ultrapassando as 100 pessoas nos quadros da VisionWare. 

Credenciada pela NATO, a VisionWare é reconhecida como detentora de elevado know-how e capacidade técnica por instituições portuguesas e internacionais tendo estado envolvida em diversos projetos apoiados pela União Europeia. Entre as suas principais áreas operacionais e técnicas, destaca-se o crescimento acelerado e contínuo das suas equipas convergentes de Cyber, Privacy & Legal, Ethics & Compliance, Cyber Defense Operations – SOC (Security Operations Center) & CSIRT (Computer Security Incident Responde Team) – bem como da sua área emergente de Strategic Intelligence & Risk Analysis.

Opinião