Sam Altman aventura-se na fabricação de chips

Segundo informações do Financial Times, Altman está em conversações com empresários importantes do Médio Oriente e com o fabricante de chips taiwanês TSMC para garantir aliados neste ambicioso empreendimento.
23 de Janeiro, 2024

Sam Altman, fundador da OpenAI, a empresa por detrás do aclamado ChatGPT, está em negociações com investidores e fabricantes de chips para criar a sua própria empresa de fabrico de chips de IA. Esta medida estratégica tem como objetivo diminuir a dependência de fornecedores externos, como a Nvidia.

A procura de autossuficiência de Altman

Numa tentativa de autossuficiência, Sam Altman, fundador e diretor executivo da OpenAI, está a tentar ativamente libertar-se da dependência de fontes externas para os chips de inteligência artificial (IA). O popular ChatGPT da OpenAI, um produto da inovação de Altman, impulsionou a empresa para a ribalta, e agora Altman está a explorar parcerias com investidores e fabricantes para se aventurar na produção de semicondutores.

Conversas sobre parcerias

Segundo informações do Financial Times, Altman está em conversações com empresários importantes do Médio Oriente e com o fabricante de chips taiwanês TSMC para garantir aliados neste ambicioso empreendimento. Para além de considerar a possibilidade de uma empresa comum com a TSMC, Altman está a dialogar com o Xeque Tahnoon bin Zayed al-Nahyan, uma figura proeminente dos Emirados Árabes Unidos (EAU). O Xeque Tahnoon, um dos indivíduos mais ricos e influentes dos EU, é irmão e conselheiro de segurança nacional do presidente do Estado do Golfo, o Xeque Mohammed bin Zayed al-Nahyan. O seu vasto império empresarial inclui vários fundos de investimento sediados em Abu Dhabi.

Alianças estratégicas

As alianças estratégicas de Altman com a TSMC e o Xeque Tahnoon sublinham a natureza global da sua iniciativa. Ao estabelecer parcerias no Médio Oriente e na Ásia, Altman pretende estabelecer uma empresa robusta de fabrico de semicondutores que possa satisfazer a procura crescente de chips de IA.

As vulnerabilidades da supply chain

A pandemia de COVID-19 e as graves perturbações na cadeia de abastecimento de semicondutores puseram em evidência a vulnerabilidade dos gigantes tecnológicos ocidentais que dependem da produção de chips em regiões como a Ásia. A abordagem prospetiva da Altman com este novo empreendimento procura antecipar potenciais faltas de chips e reduzir a dependência de fabricantes como a Nvidia.

Num cenário marcado por mudanças geopolíticas e desafios da cadeia de abastecimento, a iniciativa da Altman exemplifica uma estratégia proativa para garantir o futuro da disponibilidade de chips de IA e afirmar um maior controlo sobre o processo de produção. À medida que as negociações avançam, a indústria de tecnologia observa ansiosamente para ver como a visão de Altman para a independência dos semicondutores se desdobra.